quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Especial de Natal! [parte 2]

Aqui estou eu outra vez. No post anterior falei sobre as pessoas essenciais na minha vida, e citei as do fake.
Sei que a postagem ficou enorme e dificulta pra quem não gosta de ler coisas grandes, e sei também que não consegui dizer o nome de todas as pessoas que eu amo e me fazem bem por lá. Mas deixarei pra um momento mais oportuno, porque aqui eu não posso me prolongar tanto.
Enfim, agora vou fazer uma homenagem a uma pessoa que é muito, mas muito importante em minha vida (e não é do fake): Francisco André, meu namorado. Pode parecer bobagem escrever algo "bonitinho" em público para o namorado, mas eu vim aqui no intuito de agradecê-lo por tudo o que ele tem feito por mim e pra mim, e não para me declarar (isso é feito de forma pessoal -qs).
Bom, nos últimos tempos eu tenho sido muito feliz, e você, Francisco, é o principal motivo. Logo quando entrei de férias eu pensei "E agora? como faremos para nos ver? Quando ele não puder, estarei com minhas amigas, aí fica tudo bem". Pois é, me equivoquei e muito nesse pensamento! Primeiro, porque você sempre fez o possível e o impossível pra me ver, ou simplesmente ouvir uma palavra minha... algo que nunca ninguém havia feito por mim. Segundo porque as pessoas que eu considerava amigas se mostraram falsas e agiram como se eu fosse insignificante (e você sabe melhor do que ninguém disso, né?!)... E quando todas as pessoas que eu achava que tinha me abandonaram, você estava lá comigo, me apoiando, me dando toda a força possível, que como você costuma dizer, você foi "forte por nós dois". Em todos os meus momentos de pranto foi pra você que eu corri, todas as vezes que me magoaram foi nos seus braços que eu encontrei forças pra me levantar outra vez. Eu sei que te dei trabalho, mas eu sei também que você faria tudo novamente só pra me ver sorrir outra vez.
Durante esses quase 7 meses que estamos juntos eu pude sentir a vida, o amor, o carinho que vem de você. Pude ver que há alguém que me ama acima de tudo, e faz qualquer coisa por mim, por minha felicidade... Eu pude perceber que tenho o direito de ser feliz sem precisar pensar nas coisas ruins que a vida tem, somente vivendo com as coisas que me deixam feliz, e o seu amor é uma das principais coisas.
Foram tantos momentos lindos, de risos, brincadeiras, palhaçadas, encanto... momentos esses que me fizeram desejar ficar com você até o fim dos tempos, até o fim da minha vida. Os momentos tristes que tivemos foram poucos, considerando os milhares momentos felizes... e esses momentos de tristeza só nos ajudaram a crescer e a não errar mais em certas coisas. Porque é aquela história né? Eu mudo por você e você muda por mim, quando se faz necessário.
Hoje eu tenho uma aliança com nossos nomes gravados, e como você costuma dizer, não é uma aliança qualquer, é uma prova de amor, é um objeto de valor impagável! Porque não existe preço para o amor, não existe dinheiro que pague uma demonstração linda como essa. Eu nunca vou esquecer o jeito que você a pôs no meu dedo, as palavras que você usou pra me pedir em namoro... Porque é o tipo de coisa que nem 1 milhão de anos pode apagar.
Nós passamos por momentos difíceis, e superamos tudo... eu sempre te dei toda a força que eu pude, fiz tudo o que podia pra te deixar de pé outra vez quando você precisava, e acredito que isso só prove que estamos aqui, lado a lado, pra qualquer coisa, não só pra dizer "eu te amo".
Nada paga também todas as horas que passamos no telefone (tirando a conta, é claro qq), as coisas lindas que você me diz, as coisas que fazemos igual por pensamento... as noites que você não consegue dormir e me liga pra dizer, as noites que eu fico chorando e te ligo pra me acalmar... nada disso jamais será apagado ou arrancado de mim!
Temos 6 meses e 22 dias juntos... 6 meses e 22 dias desde o nosso primeiro beijo, desde a primeira vez que te vi de uma maneira que ninguém consegue ver. Eu poderia passar horas e horas aqui, falando sobre você, contando momentos nossos, agradecendo a você por tudo que você faz por mim, mas como não posso, tenho que limitar minhas palavras... até porque você já sabe tudo o que sinto, o que penso e o que quero.
De coração, te desejo um Feliz Natal, meu amor, e quero que você realize todos os seus sonhos, todas as suas vontades, porque você merece! Você tem mudado muito... por mais que haja sempre algo a ser mudado, você já teve um grande avanço. Tudo vai dar certo em sua vida, tudo vai melhorar, eu sei disso (yn)
E seremos muito felizes juntos, viveremos intensamente esse amor, sempre!
É isso... muito obrigada por tudo, saiba que eu te amo demais, e devo tudo o que estou vivendo e toda minha felicidade a você.
Eu te amo muito, meu amor, minha metade

Especial de Natal! [parte I]

Bom, andei sumida daqui, é verdade. Motivos (paradoxais ok?): Fiquei de férias há pouco mais de 1 mês e no início me senti sozinha, sem vontade de escrever, sem ânimo mesmo. Depois eu comecei a sair bastante e fiquei sem tempo de pensar em algo legal pra postar. Tenho até uns temas em mente, mas tem me faltado criatividade para desenvolvê-los aqui. Farei isso em breve, prometo. Mas os motivos pelos quais estou aqui hoje são dois: Natal e agradecimentos. Afinal, o que seria de nós sem cada um que amamos? Nada! Então hoje eu vim aqui para agradecer a todos os que estiveram comigo durante essa longa jornada... é hora de meritá-los por estarem comigo nas horas que eu mais preciso, ou por simplesmente estarem comigo. E aqui vai uma postagem especialíssima para as pessoas que têm estado mais presentes em minha vida: meus amigos do fake.
Eu tenho um fake há mais de 2 anos, e durante esse tempo muita coisa aconteceu, muitas histórias rolaram... Sorri muito, chorei muito, vivi muito, e tenho muita coisa pra contar. Mas desde que entrei de férias (após passar um tempo sumida), conheci e voltei a ter contato com muita gente, vivi coisas muito mais intensas! Tanto que até me arrisco a dizer que tenho sido mais feliz no fake nesses últimos 30 dias do que nos meses anteriores. Enfim, vou aos agradecimentos, então. São muitas pessoas, então creio que a postagem fique um pouco maior do que deveria.
Winehouse (fake da Evelyn), eu tenho que te agradecer MUITO! Você esteve comigo todas as vezes que eu precisei, sempre me dando conselhos, sempre falando coisas bonitas... é uma das garotas mais fofas e maravilhosas que conheço! Estamos juntas há mais de um ano, eu acho, e nesse tempo que você esteve aqui só me trouxe alegrias e emoções... me fez uma declaração no twitter e escreveu palavras lindas no fake! Eu me emociono só de lembrar, cara. Fico muito feliz em ter você, minha Eveh, pois sem você com certeza eu não seria a mesma;
Ana Paula (off da Mione e da Mel Blurry -dlt), eu tenho muito a agradecer a ti também, muito mesmo! Você está comigo praticamente desde meu início na vida fake. Nos conhecemos nas épocas capengas da vida -QQ, mas sua amizade foi uma das coisas mais importantes naquela época, e continua sendo, claro. Porque você põe minha auto-estima lá em cima, exalta o que há de bom em mim e me apoia em tudo! Eu te apoio muito também, sempre, porque nossa amizade é verdadeira e recíproca. Nos momentos que eu me vi triste você disse palavras tão doces que destruíram minha tristeza e me fizeram sorrir. Obrigada, amiga, por não me abandonar nunca, mesmo deletando o fake;
Jéssica (off da Gê, Dipirona, etc e tal u.u), meu sincero agradecimento parece pouco perto do que você merece.Você não é minha amiga há muito tempo, mas eu como eu te disse naquele tópico que você fez para mim, és uma das únicas pessoas que eu confio tanto no fake quanto na vida off. Você é simplesmente maravilhosa, você é foda (mesmo que não acredite), você é demais. E isso não é da boca pra fora, não é amor de mentira, você sabe. Nós pensamos parecido, você vê o mundo egoísta e hipócrita e queria que as coisas fossem diferentes, assim como eu. Sabe se expressar como ninguém e escreve muito, e belíssimas coisas, por sinal (é, sou fã do teu blog u.u). Eu lembro de ti sempre, oro pra que dê tudo certo em sua vida, e sei que você também torce por mim. Sem você o msn fica meio chatinho, e eu sempre vou lembrar do dia que você conversou comigo no microfone, com seu sotaque carioca muito fofo! Momentos como aquele não tem preço. Obrigada também por me defender em meio àquela confusão, foi uma atitude bonita e digna, assim como você. Obrigada por suas palavras doces, porém realistas, e acima de tudo, sinceras... Obrigada por fazer parte da minha vida, e jamais saia dela;
Júlia e Fernanda (offs da Katherine e da Melanie, respectivamente), muitíssimo obrigada! Vocês duas entraram na minha vida meio que de para-quedas. Nos conhecemos no chat da família DarkSide e logo de cara nos divertimos muito lá. Temos é história pra contar desse chat né QQ Foi lindo passar as horas com vocês, mesmo com todas as palhaçadas que vocês duas fazem u.u E como esquecer da ligação em off? Cara, ouvir a voz de vocês pelo telefone foi simplesmente perfeito! Eu fiquei realmente emocionada quando vocês me ligaram! A Julia com a voz linda, rouca, e o sotaque cearense mais lindo que já ouvi... Passamos uns 10 ou 15 minutos conversando, e pelo menos a metade desse tempo passei te chamando de louca por sair ligando pra seus amigos de diferentes estados. Mas foi muito lindo e emocionante, e quero ouvir sua voz todos os dias, minha amiga. Quando a Fer me ligou também me emocionei... Uma voz tão doce e um sotaque paulista lindo! Nunca vou esquecer de você falar que eu não tenho sotaque e que você tem sotaque do "interiorr" - que eu conheço tão bem, afinal já falei muito com esse sotaque. Foi muito lindo falar com vocês duas, passar horas no chat com vocês, ir dormir 2h da manhã por causa de vocês... Já são tão importantes pra mim que não fazem ideia! Muito obrigada, amigas;
Nathallia (off da Mondance), muito obrigada por tudo! Caramba, você é tão perfeita... Com você passei momentos simplesmente incríveis! Você é uma das minhas melhores amiga, e eu nunca vou deixar você. Afinal, sem ti o fake não tem muita graça, nem a vida off, é claro. Você faz parte da minha rotina! Está quase sempre alegre, falando bobagens... e eu amo isso em você! Sempre vou lembrar do dia que passamos na web, eu dando chapinha no cabelo e você cantando pra mim... Foi muito perfeito! Apesar de você ser tão louca, e sair fazendo as coisas do nada e eu tendo que te dar conselhos, você é simplesmente incrível! Obrigada por tudo;
Agradeço muito também a minha família no fake, Gallagher, por ter membros tão maravilhosos que me fazem rir tanto no chat, e me ensinam muito também. Seria injusto pôr nomes, pois eu esqueceria de alguns. Obrigada a todos por me fazerem tão bem, meus gallagher's;
Agradeço sem dúvida nenhuma também à Jospich, uma família muito engraçada, palhaça, e que me faz rir horrores na frente do pc. Podemos não ser tão unidos, e termos uma comu muito bagunçada, mas vocês são parte da minha vida, e agradeço a todos por isso;
Pessoal da comu do add, por me fazer rir muito também... afinal, existem pessoas simplesmente maravilhosas, e outras simplesmente idiotas lá, então já sabemos o que esperar dessa mistura né?! Agradeço muito a todos que deixam a comu mais divertida, feliz, ou emo, seja lá o que for, eu amo tudo isso. Não posso deixar de agradecer também aos que me defenderam quando fizeram uma coisa ridícula comigo, muitos apoiaram e estiveram comigo, e eu tenho que agradecer muito;
No mais, como isso já se prolongou muito, tenho que agradecer ao Mat, ao Diego, ao Allen, ao Dean, e a muitos outros que estão comigo. O Mat por ter ficado ao meu lado durante esses dias, e tem sido um cara extremamente legal comigo... E eu o achava metido antes, então confesso que me surpreendi. Espero que nossa amizade só cresça, gente, de verdade!
É isso, já escrevi demais. O importante é que todos se sintam amados e homenageados, pois sem vocês, não há Amorinha, não há Luana... há simplesmente um pedaço disso.
Muito obrigada, de coração, um Feliz Natal, e eu amo vocês!
segunda-feira, 22 de novembro de 2010

A menina que gostava de escrever

Eduarda tinha 16 anos, morava com a mãe - seu pai havia morrido há 5 anos, não tinha irmãos e vivia isolada, não tinha amigos por opção própria. Ela temia perder outra pessoa, como perdeu o pai, porque era o tipo de coisa que Eduarda não conseguia superar e por isso preferia se afastar de todos... para evitar o sofrimento. Como não tinha ninguém (não falava com a mãe, por mais que ela tentasse se aproximar), Eduarda passava o tempo lendo e escrevendo, eram as coisas que a menina realmente adorava fazer. Não ia à escola mas aprendia tudo sozinha com os livros e era muito inteligente. A menina ia à praia todas as tardes, pois o mar lhe trazia inspiração, e ficava ali até a tarde cair e a lua brilhar... era algo que a fazia sorrir e chorar ao mesmo tempo. Do outro lado das pedras, ficava um menino fazendo o mesmo que Eduarda: admirava o mar. Eduarda sabia todos os traços do menino, o observava discretamente ao longe e normalmente o colocava em suas estórias como um príncipe, porém nunca ousava sequer aproximar-se do garoto.
As estórias que a menina criava eram exatamente as coisas que ela queria viver, porém temia, por isto as deixava somente no papel. Eduarda chorava com as próprias estórias, se divertia com elas, com os personagens que criava... eram aqueles os amigos da garota. Ela sonhava com um príncipe encantado, sonhava com amigos fieis e leais, colocava o pai como heroi... e no final de tudo isto, a menina só chorava.
Um dia, Eduarda escreveu uma estória que era um misto de "Romeu e Julieta" com "Um amor para recordar", e quando foi chegando ao fim do conto que seria sufocantemente triste, a menina então percebeu que nem todas as histórias deviam ter um fim triste... que nem tudo tem que ser trágico e que as histórias podem ter fins felizes e bonitos, dependia apenas de quem escrevia a estória, de quem fazia a história! Então Eduarda modificou todo o capítulo do conto e o transformou em algo parecido com um conto de fadas, só que da vida real: com tristezas, alegrias, dificuldades, superação, entre outras coisas. A menina decidiu que iria dar um fim diferente a sua própria história, pois assim como manipulava seus contos, podia manipular a própria vida!
No dia seguinte, Eduarda foi à praia como fazia sempre, só que dessa vez ela iria fazer diferente: esperou o garoto chegar e fez-se perceber, fitou-o como jamais havia feito antes; O garoto então se aproximou, e eles ficaram ali, juntos, sem nada dizer... e o dia foi passando. Espontaneamente, as duas mãos se entrelaçaram e o que se seguiu disso foi um lindo beijo. Para os dois, foi algo mágico. Eles comunicaram-se com o olhar e depois começaram a conversar. Eduarda chegou em casa e beijou a mãe, dizendo que a amava, chorando de tristeza e felicidade ao mesmo tempo. Sua mãe espantou-se, abraçou-a e as duas choraram juntas.
Ali era apenas o começo da história mais linda que Eduarda já sonhou em escrever, porque era a sua história, era o começo da sua felicidade, do seu conto de fadas, e isto, não havia livro algum que pudesse retratar.
quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Afinal, por que é que o Brasil não vai para frente? [parte II]

Foi citado no post anterior o caso da estudante Mayara Petruso, que teve grande repercussão no país por ter dito horrores dos nordestinos. Pois bem, a mesma havia dito ainda que era por este motivo que o país não ia pra frente... e encontramos um motivo contrário (justamente o preconceito).
Vejamos agora mais um exemplo de preconceito onde muito se profere a famosa frase.
Como havia dito também no post anterior, hoje assisti a vídeos onde são cometidos diversos erros ortográficos, e estes tidos como motivos pra o país não andar.
Placas nas ruas com frases grotescas como "concertasse biciqeta", entre outras, realmente são uma vergonha para nós. Esse tipo de erro também é muito frequente na internet, e não somente por vício "internetês", vale salientar. Estes erros refletem nos erros que são cometidos em concursos, como enem, vestibulares em geral, e etc.
De certo, também existem muitos jovens que tiveram boa educação - estudam ou sempre estudaram em escolas particulares - que cometem erros ortográficos ditos absurdos. A isto pode-se dar o nome de desleixo, desinteresse, ou simplesmente falta de atenção e o fato de a língua portuguesa ser realmente complicada.
Apesar disso, temos ainda a maioria dessas pessoas sendo analfabetas, semi-analfabetas ou pessoas que não receberam educação de qualidade. Então, a culpa de escrever errado é delas? É por causa delas que o nosso país não vai para frente? O fato de terem que trabalhar para não morrer de fome ao invés de se preocupar com a escrita é motivo para eles serem os culpados por isso? Definitivamente, não!
A escrita é, de um certo modo, importante para nosso futuro, bom desempenho, etc e tal. Mas para quem não tem condição de pensar nisso, basta saber transmitir, de qualquer modo, sua mensagem, visto que mesmo com todos os erros de escrita e fala conseguimos entender o que se diz (salvo em alguns casos, é claro).
Venhamos e convenhamos: a educação é responsabilidade do governo. Se existem tantos analfabetos e pessoas que recebem péssima educação, a culpa não é delas. Claro que não é somente dos governantes, mas eles são a chave que têm o poder de abrir as portas das boas escolas, da boa educação, de melhores condições de vida.
Temos que abrir a cabeça, pois assim não é difícil saber porque os governantes não melhoram de maneira significativa o ensino: se todos recebessem boa educação, teriam capacidade para tirá-los do poder e ficar em seu lugar. Quem iria querer isto? Melhor garantir seu lado ou dar sua chance para o próximo? Não é difícil deduzir qual a escolha deles.
Então, com todos esses casos, histórias e pensamentos, chego a uma conclusão: a culpa de o país não ir para frente é de todos nós. Explicando melhor:
os governantes não fazem a parte deles como deveriam, daí um motivo pra o Brasil não melhorar;
uma parte dos brasileiros acredita que a culpa da situação do país é da outra parte dos brasileiros - e vice-versa;
nessa história toda, só se acusa e nada se faz.
Resultado: tudo continuar como está!
É preciso que cada um faça sua parte, pare de criticar os outros por seus pensamentos e atitudes (tá, algumas devem ser criticadas sim!), e tente mudar um pouco a situação. Não é difícil fazer isso, basta ter vontade.
Porque só quando todos se unirem é que realmente o Brasil irá para frente!

Afinal, por que é que o Brasil não vai para frente? [parte I]

Bom, de certo que muitos (creio eu) já ouviram a frase "é por isso que o Brasil não vai pra frente", principalmente nos últimos 2 meses, ao que me parece. Sim, a todo momento temos ouvido, ou lido esta frase, dita por críticos que criticam e críticos que defendem. Confuso, ainda? Vou explicar, vamos lá.
Quando Tiririca resolveu se candidatar, muitos disseram esta frase, alegando que o mesmo não teria capacidade de ser um bom deputado. Seus defensores então contra-atacaram, dizendo que seria pelo preconceito que o Brasil não iria pra frente.
Aí Dilma venceu as eleições e a história foi a mesma: quem critica Dilma, citou a tão conhecida frase, e quem a defende, citou a mesma julgando ser atitude preconceituosa.
Além disso, qualquer erro que os brasileiros cometem, inclusive ortográfico, é motivo de alguém fazer esta crítica. Hoje mesmo estava assistindo a vídeos de "pérolas do orkut", "pérolas do enem" e placas com erros ortográficos grotescos, e a mensagem é sempre a mesma: é por pessoas ignorantes como essas que o Brasil não vai pra frente...
Ok, ok, tudo faz sentido e parece preconceituoso ao mesmo tempo. Vamos então ao caso de Mayara Petruso, a estudante de direito paulista que culpou os nordestinos pela vitória de Dilma, alegando que por este fato o país está como está.
"Nordestino não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado." O que mais me espantou foi o fato de uma estudante de direito cometer um crime, dizer algo tão grave, como questionar a humanidade de alguém! Pelo visto mesmo vivendo em democracia temos pessoas que se acham superiores até em ser "humano" (isto lembrou-me aquela época na qual os negros eram vistos como mercadorias, não como pessoas...), o que é simplesmente ridículo!
Então é por isso que o Brasil não anda? Por que os nordestinos existem?
Pois é, e em muitos casos, assim como os nordestinos, muitos são vistos como causas para o Brasil estar como está... E para quem é contra esse tipo de acusação, o Brasil não anda por causa de quem acusa, de quem humilha e não vê os verdadeiros culpados.
Mayara é apenas uma em milhares de paulistas, cariocas e etc, que possuem o mesmo pensamento. É ignorância, principalmente para pessoas que se dizem tão cultas e entendidas da vida e do mundo. Inteligência é saber que ninguém é inferior a ninguém por nada! Nem por beleza, nem por dinheiro, estudo, cor, ou seja lá o que for. Mas infelizmente, essa afirmação acerca dos brasileiros não vai parar por aí, porque sempre terá alguém que questione, que critique, que não goste da maneira com a qual se governa, com a maneira com a qual os brasileiros se comportam.
Desde que Dilma ganhou, ainda fica (assim como Mayara nos explicitou) evidenciada a ignorância no seguinte paradoxo: "Eu quero um Brasil melhor. Mas como elegeram Dilma, o que vai acontecer é o pior e os brasileiros que votaram nela vão quebrar a cara."
Caraaaamba! Se nós queremos um país melhor, que tal começarmos apoiando quem está no poder? Mesmo que não simpatizemos, não tenhamos motivos para gostar, não custa nada acreditar e torcer para que as mudanças ocorram para melhor!
Será que esse não é um dos motivos para o país não ir para a frente?
domingo, 31 de outubro de 2010

Agora é Dilma!

Bom, como todos já devem saber, foi eleita hoje a primeira presidenta do Brasil: Dilma Rousseff, do PT. Após tanta agonia, tantas acusações, mentiras e escândalos, os cidadãos vão ter paz. Agora é a hora de descobrirmos quem Dilma realmente é: se essa pessoa envolvida em escândalos e mentiras ou se é uma pessoa disposta a continuar o trabalho do antigo presidente Lula e a mudar nosso país. A verdade é que ao menos admiração ela merece, pois foi a candidata mais agressivamente acusada que eu já vi. Já é difícil conseguir ir em frente pelo fato de ser mulher, ainda mais com tantos horrores que disseram dela... E ela permaneceu ali, firme e forte. Ao menos pulso ela já demonstrou ter.
José Serra foi um candidato que até falou bem, mas não se sabe se há alguma verdade ali, visto que o mesmo já provou não ser confiável por diversas vezes. Os cargos que ocupou, abandonou. Particularmente, não votaria nele (é, ainda não voto), pois acompanhei um pouco do seu trabalho e não gostei; Quando ele assumiu o cargo de prefeito de São Paulo, em 2005, ao invés de continuar o trabalho de Marta Suplicy, fez o contrário. Alguns direitos que os estudantes da cidade tinham passaram a não ter, digo isso porque estava presente nesta transição. Acredito que ele não continuaria o trabalho de Lula, e Dilma provavelmente o fará.

Enfim, quem votou, votou, quem não gosta de Dilma permanecerá sem gostar... Então vamos descobrir se há uma razão real pra não gostar da presidenta ou foi tudo coisa da oposição;
Só espero que ela não decepcione a todos que a apoiaram e deram-lhe um voto de confiança.
terça-feira, 12 de outubro de 2010

O tal do amor

Todos os dias muitos devem ouvir um "eu te amo" dito pra si ou para outras pessoas. É uma frase já tão comum e banalizada, visto que várias pessoas falam sem sentir... Diante disso eu me pergunto: O que seria o amor de verdade? Será que essas pessoas amam de verdade? Estas são ótimas perguntas! Inclusive muito difíceis de responder, pois nenhum cientista até hoje conseguiu explicar com certeza o que é o amor e muito menos os sintomas exatos disso. A verdade é que muitas vezes achamos que estamos amando, outras vezes não sabemos mais. Essa mistura de sentimentos é o que torna o ser humano mais excêntrico e curioso. Mas vamos para a vertente que afirma que sabemos quando estamos amando.
Amar é muito bom quando se é correspondido, pois amar junto é amar melhor, é ser feliz, é ser de verdade! Diz-se que o amor transforma as pessoas, e eu lhes digo que é verdade, por experiência própria. E creio também quando se diz que o amor é o sentimento mais magnífico que existe. Amar, amar e amar... sem nada pedir, sem nada exigir, sem nada esperar.

Mas aí vem outra questão: Se o amor é tão bom assim, por que nos traz sofrimento?
O amor é lindo quando é correspondido, mas faz um coração apertar e chorar quando a pessoa que amamos não nos ama. A verdade é que nos deixamos abalar por esses acontecimentos, e tudo por falta de amor-próprio. Sim, a falta de amor a si mesmo te faz sofrer por outro amor, já que preferimos nos machucar do que erguer a cabeça e seguir em frente. O amor é como tudo na vida: pra ser bom, só depende de você, só depende de como você o quer para si! Sofrer por amor é opção sua, tente não esquecer disso.
Que amor seria esse que te faz sangrar, esquecer de si, e da felicidade? Pois é, não é amor... é tortura, é desamor por si.

A felicidade está no amor mais puro, belo e inocente, não no mais sofrido, mau, inquietante... Afinal, o tal do sentimento mais bonito e magnífico do mundo não admite coisas ruins.
E com toda essa confusão e explicação sobre o amor, eu só posso responder da seguinte forma o que ele é: um sentimento puro que habita todos nós e que nos permite viver. Mas como tudo na vida, não é para se entender, e sim para se sentir, mesmo que você não saiba se é isso exatamente... Apenas acredite, e deixe este lindo sentimento tomar conta de você.
quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Lágrimas no escuro

Tem dias que nos sentimos tão "pequenos"... tão vulneráveis, frágeis, tristes. É uma mistura de dor com amargura, desejo de bloquear todos os pensamentos da cabeça e ao mesmo tempo desejo de pensar em tudo continuamente. É uma mistura de vida com morte, alma, lágrimas, coração apertado... Tudo isso mesclado com um vazio agonizante e desesperador, embora calado. A alma se comprime, o coração se expande, os olhos extravasam. Nesses dias nós nem sabemos o "x" exato da questão, só sabemos que há algo de errado com nós mesmos. Ou talvez mesmo com as outras pessoas. Normalmente é um sentimento de angústia, de solidão, como se ninguém se importasse com a gente... como se você fosse realmente um nada, uma formiga em meio a todas as outras pessoas, tão grandes para sentir sua falta... Mesmo as pessoas que te chamam de "amigo", e mesmo os que você considera realmente amigo! Todos parecem ser indiferentes à sua presença, ninguém parece ver o quão você sente vontade de chorar, gritar, morrer... E você decide viver sozinho, já que parece não ser notado por ninguém, já que parece não ter amigos e quem te ame de verdade. A dor corrói seu peito, você se contorce agonizante, as lágrimas caem de forma descontrolada de sua face, a alma parece queimar com o pranto... E depois de todo esse momento, que parece uma eternidade, você finalmente acorda. Acorda com aqueles mesmo sonhos, aquele mesmo amor e a mesma pureza que pertence ao coração. Volta a amar os amigos, volta a parecer grande diante da multidão. Volta a se achar bonito, amado, querido e forte. Força: essa é a palavra chave.
Enquanto você estiver vivo, passará por este ciclo infinitas vezes... isso realmente prova que dentro de você bate um coração!
sexta-feira, 27 de agosto de 2010

O pior pecado do mundo

Ao se falar em "pecado", as pessoas já se lembram logo dos 7 pecados capitais. Quando se fala em "pior pecado", imagina-se então: Qual dos 7 pecados é o pior?
E neste momento eu respondo que não são nenhum destes tão conhecidos e cometidos por nós...
Um tanto confuso, não é? Mas vejamos: cada um destes pecados é originado a partir de um único pecado! Ou seja, existe um defeito impregnado no ser humano que o faz cometer pecados e fazer coisas ruins.
Este pecado tão falado e tão ruim é: o egoísmo!
Claro, pare e pense: Por que você comete o pecado da gula? Porque quer comer para satisfazer a si próprio, não importando se o outro está com fome; Por que você comete o pecado da avareza? Porque quer guardar todo o dinheiro para você mesmo, não importando se o outro está precisando mais do que você; Por que você comete o pecado da luxúria? Porque quer obter prazer, não importando como ou se é direito; Por que você comete o pecado da preguiça? Porque não quer fazer nada, não importando se o outro está precisando de sua ajuda; Por que você comete o pecado da ira? Porque sente ódio e/ou raiva de alguém que lhe fez algo (ou adjacências); Por que você comete o pecado da soberba (vaidade)? Porque você quer se sentir melhor do que outras pessoas por condição social, raça, inteligência, beleza e etc.; Por que você comete o pecado da inveja? Porque quer tudo que é de outra pessoa para si, tentando inferiorizá-la de algum modo ou tentando ser superior a ela...
E então, chegamos a essa conclusão tão óbvia e complexa ao mesmo tempo: o egoísmo é o pior de todos os pecados e conseqüentemente, de defeitos que um ser humano pode ter. É claro que todos nós assim como cometemos todos estes pecados às vezes - mesmo que sem querer - somos egoístas em alguns momentos; Mas o mundo seria muito melhor se nós parássemos um pouco de pensar em nós mesmos e pensássemos no outro, no bem-estar de todos..! Não haveria tanta violência, crueldade, maldade, e seria um lugar melhor de se viver.
Eu sempre vejo pessoas deixarem de se ajudar por puro egoísmo, acreditando que eles próprios são os únicos que importam, o que é um completo equívoco... Mas fazer o quê, não é? Dentro de nós existe o bem e o mal, só precisamos escolher de que lado queremos ficar.
quarta-feira, 25 de agosto de 2010

A magia do fake

Bom, como havia dito anteriormente, aqui vai uma postagem falando sobre o fake e suas peripécias.
Fake significa falso, então num perfil de orkut significa "perfil falso". O fake surgiu pouco depois do próprio orkut, e num curto intervalo de tempo muitos aderiram à moda; alguns pensam que o fake é uma coisa nova, mas não é verdade, conheço pessoas que têm fake desde 2005. A maioria das pessoas que possuem fake já tiveram outros perfis, ou ainda os têm; Muitos criam fake por achar que farão parte da "nova moda" assim, mas estes não conseguem ficar lá por muito tempo, porque enjoam, e quem criou por outro motivo (principalmente para fazer novos amigos) acaba ficando e não consegue mais sair de lá! Nós que temos fake somos criticados pelos que não têm, ainda mais quando descobrem que sofremos, choramos e realmente nos emocionamos em off pelas coisas vividas em on... mas é o que eu sempre digo: só quem tem, sabe o sentido que faz. Eu criei o primeiro fake em 2008, para participar de um RPG de Harry Potter; O perfil foi hackeado, 
então criei outro e nunca mais consegui sair! Conheci muitas pessoas legais, algumas que infelizmente não aguentaram o sofrimento e se deletaram - dessas, algumas mantenho contato em off -, ou deletaram por motivo de força maior. Já chorei, quis deletar tanto quanto essas pessoas, mas nunca tive coragem, meus amigos de lá nunca me deixaram fazer isso. Hoje, conheço muitas pessoas de diferentes estados, e meu maior sonho é conhecê-las pessoalmente, pois são as pessoas mais lindas e mágicas que se pode conhecer... e acima de tudo, são amigas de verdade, foram as que me tiraram da tristeza quando ela resolve me atingir...
Enfim, fake pode parecer apenas um perfil inútil com a foto de um famoso qualquer onde por trás existe uma pessoa idiota e sem vida social, mas pra mim e pra todos os que estão nesse "mundo", o fake é muito mais do que isso: é como uma verdadeira segunda vida.
quarta-feira, 28 de julho de 2010

Irreversível

Anoitecera. Pensamentos pairavam em minha mente, e eu não conseguia esquecê-los, não conseguia digerir os fatos. Tudo o que vira naquela tarde modificou a minha vida da maneira mais terrível que poderia modificar, congelara minhas pernas e ferira profundamente meu coração.
O que você faz quando é friamente traído pelas duas pessoas que mais amava? Seria capaz de suportar toda essa dor sem querer gritar, chorar, quem sabe até morrer...?
Meu telefone tocava sem parar. Sabia que era ele, e não queria atendê-lo. Não, nem que eu tivesse que destruir os fios do poste, eu não iria atender.
Meus olhos começavam a ameaçar se fechar, mas as cenas perpassavam em minha mente e me tiravam o sono. De repente ouvi um barulho e desci as escadas para ver o que era.
- Clara, você precisa me ouvir! Por favor, deixe-me explicar tudo o que viu, ouviu, sei lá mais o quê...! - Eduardo andava de um lado para o outro, hora olhando para mim, hora para o chão.
- Como você tem coragem de vir aqui? Depois de tudo o que vi e ouvi, dispenso explicações! Fora, fora daqui, agora! - descontrolei-me.
- Clara, ela fez de propósito! Eu não queria, ela mentiu, me persuadiu! Desculpa, perdão, eu não queria! - ele agora se ajoelhara.
- Não era o que parecia, ok? Olha, eu não sou nenhuma criança, então não tente me iludir, está tudo acabado, nunca mais me procure! - doía tanto pronunciar aquelas palavras...
- Eu te amo, Clara! A Vitória armou tudo, por favor, acredite em mim! Ela, justo ela, que sempre se disse sua melhor amiga fez isso com você, ela quem te traiu, não eu!
- Chega! Nem mais uma palavra! Eu vi vocês fazendo coisas que prefiro não lembrar! Carícias, beijos, não há como ter sido armação! Bem que ela me alertou que você não valia nada! Agora sai daqui, e me esquece, para sempre. - sublinhei as últimas palavras.
- Eu te entendo... farei tua vontade. Seja feliz, Clara, de coração eu te desejo. Só espero que um dia você descubra a verdade. - disse ele por fim, com os olhos cheios de lágrimas.
Claro que eu não acreditei em uma palavra que ele proferiu. Nenhuma. Falso, mentiroso, infiel, mau caráter - eram esses os adjetivos que eu dava a ele naquele momento. Voltei para o quarto, tamanho era o cansaço e a vontade de chorar.
No dia seguinte resolvi me mudar dali, sair da cidade, começar uma nova vida.
Algumas semanas depois estava feliz, e curada daquela angústia que havia me tomado antes. Um ano se passou, minha vida estava perfeita, porém não encontrei um outro amor. Queria distância dos homens, e de amizades muito próximas. Então, numa bela segunda-feira, recebi uma carta da Vitória, confessando todas as maldades que havia feito contra mim e o Eduardo, mostrando-se arrependida. Lágrimas caíram dos meus olhos ao terminar de ler; "Tarde demais..." - pensei comigo. O Eduardo havia se casado com outra mulher, e parecia estar muito feliz. Eu estava sozinha, mas também estava feliz. Nossas vidas tomaram rumos diferentes, e agora já não havia maneira de voltar atrás. Todos nós erramos: a Vitória, por agir de má fé; o Eduardo, por deixar-se seduzir; e eu, por não ter dado uma chance para o Eduardo provar-me que estava falando a verdade. Não há culpado para o "fim" dessa história, cada um decide o rumo que sua vida irá tomar, consciente ou inconscientemente. Eu poderia ter sido feliz ao lado do Eduardo, poderia ser eu a esposa dele agora; mas escolhemos viver outra vida sem querer, e hoje a vivemos por vontade. Talvez eu ainda permaneça no coração dele, como ele ainda está e sempre estará no meu, mas é pra ser assim: apenas uma lembrança de algo muito bonito.


O sentido da vida

A vida é realmente algo muito bonito, uma dádiva. Mas, que sentido teria ela? Será que ela nos foi dada para aproveitarmos de todas as formas que quisermos? Ou será que existe um plano maior para todos nós..? É, com certeza é uma questão de fé e opinião.
Vejo tantas pessoas destruindo suas vidas, achando que estão aproveitando, que fico a me perguntar o que se passa na cabeça delas, o que elas esperam da morte; Chego então à conclusão que elas não pensam nisso, só pensam em se divertir a qualquer custo, sem pensar que Deus está vendo tudo isto. Não, não sou evangélica, católica ou afins. Apenas tenho fé, que é algo que aprendi com meu pai: fé em Deus acima de tudo e qualquer coisa!
Ser perfeito é impossível, mas tentar fazer as coisas para o bem não custa muita coisa. O egoísmo a cada dia que passa corrompe mais o ser humano, faz com que ele pense somente em si, no dinheiro e nas coisas "boas" que a vida lhe traz ou pode lhe trazer. Onde está o amor ao próximo? Esta vida é curta, e talvez não haja muito tempo para nos redimirmos dos pecados aqui cometidos!
Não digo para que não erres, apenas para que olhe para o outro, dê a mão e levante a quem precisa. Isso com certeza não lhe doerá, pelo contrário, fará bem a sua alma! E serás lembrado por isso ;)
A ciência não conseguiu provar, até hoje, o sentido da vida; E ninguém jamais conseguirá, pois a vida é algo que não se pode explicar ou definir... ela está aí para ser vivida da melhor maneira possível. Sabendo, é claro, que Deus nos concedeu com muito amor.

O início.

Parece um dia comum. E na verdade, é um dia comum... mas hoje acordei com certos anseios, anseios estes que não tinha ontem, e talvez não terei amanhã; Um desses anseios era criar este blog, para desabafar, expor pensamentos e estórias, quem sabe algumas histórias também. Algumas para descontrair, outras para refletir, e outras para chorar. Confesso que sou melhor com a última, pois adoro contar dramas, fazer emocionar. Os pensamentos às vezes parecem devaneios, vêm e vão como as ondas do mar... porém alguns fazem muita diferença na vida de alguém. Minha vontade é de escrever, escrever e escrever. Talvez minhas palavras não façam sentido algum para ninguém, nem para mim mesma. Mas o importante é saber que se as escrevi foi de coração, foi um extravasar da minha alma e da minha mente; Talvez neste momento eu esteja confundindo a quem lê (se é que alguém vai ler isso -q), mas talvez estas palavras te façam algum sentido. É como os próprios poetas dizem: "É impossível entender a alma de um poeta". O importante é escrever com o coração puro de quem ama, com a alma pura de quem é iluminado!
Bem-vindo ao meu blog, e espero que goste do que encontrar aqui. :*

About Me

Minha foto
Lua (:
Capricorniana, 19 anos, um tanto tímida porém de personalidade forte. Tem pés no chão e paradoxalmente idealiza o mundo e tem um tanto de fé nas pessoas. Adora admirar as coisas simples, e as valoriza muito mais do que as coisas "compradas". É apaixonada pela escrita e não poupa palavras para dar sua opinião. Acredita que palavras têm um poder imensurável; acredita também que pode trazer, assim, um pouco de felicidade às pessoas. Sonhos? Possui muitos, e tenta realizá-los. Dá tudo por seus amigos, luta por sonhos alheios também. Seu grande sonho profissional é cursar psicologia - profissão pela qual é apaixonada desde criança; outros sonhos seus são conhecer os amigos virtuais e viajar pelo mundo. Preza a sinceridade e a generosidade. Gosta de estudar, conhecer, ver. Se sensibiliza com histórias espontâneas, dramáticas e que possuam essência. A magia de um conto, de uma música, lhe dá arrepio. Ah, e tem uma paixão forte por retratar vidas alheias, seja como prosa, seja como poesia.
Visualizar meu perfil completo

My Blog List

  • - inspira expira palpitação ins pira ex pira desacelera coração anda mais devagar passinhos apressados vê se desacelera o passo pra encontrar o compasso tent...
    Há 2 anos
  • Bruno Bonilha - "Sarcasmo requer talento, foi feito pra quem sabe usar... não pra quem tenta."
    Há 6 anos

Welcome

Escrever é como uma necessidade, para mim. É um sonho particular levar alegria ou algo de bom para as pessoas. Aqui consigo expressá-los poetica ou até mesmo grosseiramente, mas tudo isso tem um propósito. O que eu desejo é que as pessoas se conscientizem das coisas e que não percam a fé umas nas outras... Tento trazer paz, tento trazer amor, além de reflexão; aqui mesmo, neste cantinho! Pode parecer inútil, mas já é uma grande coisa. Entre, fique à vontade para ler, curtir, criticar e se expressar!

You can replace this text by going to "Layout" and then "Page Elements" section. Edit " About "

Top 5 - bandas

  • Three Days Grace
  • Paramore
  • Fresno
  • Evanescence
  • The Pretty Reckless

Followers

Popular Posts